sexta-feira, fevereiro 23, 2007

Hoje sou

Hoje sou artista de circo.
Sem aplausos petrifico.
Da corda bamba sou funâmbula.
Da vida, malabarista sonâmbula.
Sou trapezista do amor.
Sem rede, caio e sinto a dor.
Sou saltimbanco em busca de equilíbrio.
Apaguem as luzes! Descubram meu brilho!

Hoje sou de poemas escritora.
A tinta da caneta é libertadora.
Sou feliz na minha nebulosa estética.
Esqueço-me até que sou amnésica.
Metáforas, hipérboles ou eufemismos
Poetizam os meus cinismos.
Leiam-me nas entrelinhas!
Os meus versos são adivinhas!

Hoje sou de cabaré bailarina,
Meio anjo, meio libertina.
Ondulo em inocente sensualidade
Com plumas e brilhos que enganam a idade.
No palco iludo a esquizofrenia
Na minha ensaiada coreografia.
O espectáculo tem de continuar!
Dancem comigo! Venham me amar!

17 comentários:

Madalena disse...

Simplesmente maravilhoso.
Adoro os teus jogos de palavras.
Bjokas gandes
Madalena

Márcia(clarinha) disse...

Hoje és poesia fazendo a vida mais feliz!
lindo dia,flor
beijosssssssssss

melinha disse...

as tuas belas palavras, esse sentimento fantastico que ja conhecemos tao bem...vale sempre a pena visitar este teu lindo blog repleto de magia, que nos encanta sempre...e mais uma vez me encantaste como sempre.


bjinhos e bom fds

oldmirror disse...

Palavras retiradas do interior com inocência.

sinais-de-fumo.blogspot

Vera disse...

E impossivel nao te amar!

Beijo enorme minha alminha maravilhosa!
Adoro-te!

Saramar disse...

Ah! Poeta, de quantas faces adoráveis se veste neste poema!
Todas desafiantes, tantas encantadoras!

Estou feliz com seu retorno.

beijos
P.S. Obrigada pelo carinho.

Betty Branco Martins disse...

Querida Angela

Como é possivel - não amar a tua poesia.

Simplesmente maravilhoso!

Beijinhos com carinho
BomFsemana

Alvaro Gonçalves disse...

Oi minha amiga,

Sim, vou tratar-te por amiga, pois foi assim que não só te recebi de braços abertos em minha humilde casa, mas também e principalmente como te senti após te ouvir por lá.
Agora chegado aqui deparo-me com uma das mais belas casas onde o cheiro a pétalas de fortes emoções me fizeram sentir maravilhosamente bem.
Tens alma de poeta e coração de mulher, a perfeita combinação para tudo ser AMOR!
Obrigado por tudo.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração e em teu doce caminhar.
Bjokas mil e xi - corações.

Nilson Barcelli disse...

Artista, escritora, bailarina...
Malabarista, libertadora, amante...
Ângela, este teu poema é excelente. Parabéns.
Bom fim-de-semana.
Beijos.

}}cleopatra{{ disse...

Olá Angela!

Sejas tu
... artista de circo
... escritora de poemas
... bailarina de cabaré
As tuas emoções são de multiplas cores e tanto faz serem em rima ou sem ela...
São sempre belas!

Beijinho soprado

Defensor disse...

Saudações
Estava sentido falta de teus belos poemas!
Abraços

Joaquim Amândio Santos disse...

"
EU

escuto-me.
na voz que emana do meu sossego.
sinto-o,
navegante etéreo
que em minha mente paira.

sussurra-me
em súplica que viva minha, uma liberdade
que finalmente viva,
comanda a minha partida
enquanto conjugo, meu,
o verbo sonhar!
"

2007, joaquim amândio santos

Plum disse...

Eu danço ao som tuas palavras!!!*

Anónimo disse...

Hoje sou...
É evidente que és. Nós todos os dias somos. E o pior é que por vezes somos aquilo que não queremos. Mas tudo isto é uma consequência de existirmos.
Fica bem.
E que a felicidade ande por aí.
Manuel
http://de-proposito.blogspot.com/

MARIA VALADAS disse...

Revelas no que escreves...aquilo que és!
E o escreves... revelas ser uma GRANDE PESSOA...com um conteúdo maravilhoso!

Adoro ler-te!

Beijinhos da
Maria

.*.Magia.*. disse...

Olá Angela!!!!

Fiquei sem palavras ao ler-te...
LINDO, LINDO, LINDO!

Adorei...
Parece que foi escrito para mim!

:)

Um beijo para ti!

Ana Gotz disse...

E eu? Quem sou?

.. em eterna descoberta!