quinta-feira, maio 24, 2007

De ti parto, dissonante


Se de ti parto, dissonante,
Foi por tu não teres sabido escutar
A melodia do meu olhar
Que os teus acordes tanto ansiava.
Mas irregular era o compasso
Que deveria ritmar em consonância
O bailado das nossas emoções.
Perdemos a cadência
Talvez antes mesmo de nos tocar
E a mágoa que fica
Explode num tempo
Que se demorou
Em adágios solitários.
Lamento não me teres sabido amar,
Por isso, dissonante, de ti parto
Num solo triste do coração.

20 comentários:

Saramar disse...

É tão triste a música do amor sem compasso, sem harmonia!
São tão lindos os seus versos a descrever esse descompasso!

beijos

Plum disse...

Mas os teu poemas têm uma musicalidade pesfeita!!!*

Ricardo Rayol disse...

Triste e intenso, falar mais seria chover no molhado com tantos epitetos ditos acima

Márcia(clarinha) disse...

Pelo carinho que lhe dedico vim avisar que acabei com meu cantinho de brincadeiras, não posso continuar, estou triste e enfraquecida, acusada de algo que não fiz..
Levantarei um dia, eu sei..
beijos

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Angela:

É uma despedida triste mas... é sempre melhor uma atempada e justificada partida do que a permanência contranatura.

Por outro lado nuca se deve "saber" amar num só sentido - "Lamento não me teres sabido amar..." - essa é uma nobre tarefa que só se pode e deve fazer a dois.

Um terno beijo de quem muito te admira,

In Loko disse...

Lindo este cantar romântico... e quem mais vai perder é "ele" por ter sabido te escutar, e teus olhos queriam dizer tanto! Beijinho Ângela..

suruka disse...

Angela querida,
quando te visito entro num Mundo
repleto de poesia requintada.

Musica a combinação perfeita
dum ritmo com uma melodia.

Quando se inicia a execução dum trecho musical, ou se acerta à partida, ou
fica patente a desafinação.

bjs (sei bem que não desafinas nunca)

Farinho disse...

Querida amiga,

É tão triste quando a música do amor se afasta, quando não toca a mesma melodia...

Beijoquinhas doces

luna e neptuno disse...

é triste quando os corações deixam de amar
beijo

impulsos disse...

Até na despedida, a tua poesia se envolve com a música e a tristeza de um adeus por alguém não te ter sabido amar.
Triste, é certo... mas muito lindo, mesmo!

Beijo num impulso meu

Betty Branco Martins disse...

Querida Angela

Por vezes a música que nos toca-no-coração__________é bem diferentedo "ritmo" dos senrires__________

Poema de encanto

Beijinhos com carinho
BFSemana

A MUDANCA disse...

É sempre muito triste a despedida, não sei se mais triste que ver partir um amor, são ambas despedidas... o tempo passa e é bom amigo, mas a saudade permanece e cresce a cada instante...

Beijinho enorme

FF

Arauto da Ria disse...

Querida Angela,
que coisa tão triste e tão linda..!
Tu sabes que eu conheço a força das tuas palavras e por isso fico tranquilo, mas estas são mesmo fortes e convincentes.
Um beijo e boa semana.

MARIA VALADAS disse...

As despedidas...sejam quais forem são sempre tristes!

Se forem de um amor...depende do ponto de vista de cada um... e por vezes nem fica saudade nehuma!

Beijinhos da

maria

Escorpiana Explosiva disse...

as despedidas sempre são dolorosa pra quem possui um sentimento verdadeiro no coração.

Rosangela disse...

Simplesmente perfeito...
"Lamento não me teres sabido amar,
Por isso, dissonante, de ti parto
Num solo triste do coração."

è complicado quando o nosso coração não esta em harmonia...ahhhhh como isso dói e como eu sei o quanto dói...beijos

Vera disse...

Minha querida, este poema tem tanto de belo como de triste...

"Lamento não me teres sabido amar,
Por isso, dissonante, de ti parto
Num solo triste do coração."

Quando alguém não nos sabe amar, talvez partir seja o único caminho possível.

Um beijo, com imenso carinho
Adoro-te!

Lia Noronha disse...

Ângela: td bem sonoro por aqui...adorei!
Abraços diretamente do meu Cotidiano.

albertokorda disse...

Gostei imenso de ler este texto

Poeta do Penedo disse...

aqui está um exemplo perfeito do que eu considero ser um belo poema de amor. Angela, porque não é uma conhecida poetisa da nossa praça? Muitos pontos acima da deprimente Florbela Espanca.

Sinceros parabéns.