quinta-feira, setembro 28, 2006

A nómada


Vagueio pela minha vida
Como uma partícula de pó
No rasto de um cometa.
Vivo desiludida.
Permaneço ainda só
À espera de um profeta.

Deambulo pela minha vida
Como uma partícula de pó
Levada pelo vento.
Vivo perdida.
De mim sinto dó,
Em constante tormento.

Erro pela minha vida
Como uma partícula de pó
Nómada na minha mente.
Vivo indefinida.
Como num quadro de Miró,
Sou metáfora incongruente.

12 comentários:

Vera disse...

Que orgulho eu tenho em te ler! Escreves divinalmente bem e em cada poema surpreendo-me mais e mais contigo! Beijo enorme

CONSELHEIRO disse...

Olá loirita, adorei o pó do teu poema. Percebo agora o porquê da tua inabilidade linguistica. Deixo-te um conselho, a droga vai acabar por destruir a tua vida. Metáfora incongruente é uma figura de estilo sem adjectivação, deixo-te outro conselho, não uses papel higiénico usa antes os teus pretensos poemas. És inconsequente, mas gosto de ti. Adeus.

PAULO SANTOS disse...

mais um pedaço de ti....para ser absorvido e não comentado!
Fabuloso!

Paulo

Luigi disse...

Não vejo estes versos como um esboço, vejo-o sim escritos por uma pessoa com um coração humilde, que tem uma vontade de se exprimir ao vento. A vida é uma autêntica correria. Aqui parei por um instante para sentir
baci per te

Anónimo disse...

Simplesmente bela e magnifica a tua maneira de escrever, poemas tão divinos.
Irei sempre ter um enorme prazer e te vir ler.
Continua sempre.
Beijinho...tics

Márcia(clarinha) disse...

Indefinida como um quadro de Miró?
Então tem cores, sinal de que a luz se aproxima para definir essa mulher amante da vida e do amor, não uma partícula de pó.
linda noite flor
beijosssssssssssss

Claudia Perotti disse...

Belíssimo, querida!
Beijinhosssss

Arauto da Ria disse...

Angela:
Você é um verdadeiro vulcão em poesia.
Gostei de tudo.
Vou voltar.

Arauto da Ria disse...

Angela:
O seu sitio e um encanto, gostei de tudo.
Mas em poesia você é divinal.
Vou voltar
xau

In Loko disse...

Em devaneio e deambulante sim Ângela, errante não me pareces... quem escreve coisas bonitas como esta não anda perdida, se calhar, procuras-te em pensameto, e assim te mostras! Beijinho grande!

melinha disse...

posso msm dizer q este é um dos meus poemas favoritos k ja li de ti. lindo msm sem palavras
continua
bjinho

Márcia(clarinha) disse...

Você é meiga querida Angela, obrigada pelo carinho em palavras deixadas para mim.
lindo dia flor
beijossssssssss