sexta-feira, outubro 20, 2006

O desenho


Amor,
Desenha-me do Sol o calor!
Amor,
Desenha-me da flor o odor!
Amor,
Desenha-me da carícia o candor!
Amor,
Desenha-me do beijo o sabor!
Amor,
Desenha-me da paixão o ardor!
Amor,
Desenha-me do sonho o esplendor!
Amor,
Desenha-me da vida o alvor!

O meu amor pegou numa folha de papel virgem e, com delicadeza, desflorou-a com traços
quentes,
perfumados,
ternos,
doces,
apaixonados,
brilhantes,
iluminados.

O meu amor desenhou...
um poema!

16 comentários:

DE PROPOSITO disse...

O amor expresso num desenho..., quantas vezes isso acontece. É uma forma de dizer sem dizer, uma forma de transmitir os que as palavras teimam em não soletrar.
Fica bem.
Manuel

delfus1@gmail.com disse...

E o teu amor te fez feliz
E o teu amor te deu esse desenho
E o teu amor te deu um poema que diz
que por escrever, nem que fosse a giz

Eo teu amor fez das palavras um sabor
Fez das notas uma canção com sabor
Fez do longe perto
no seu coração aberto!

O teu amor...deu-te uma flor

bjs ternos na testa, devagar...doces nos olhos

Vera disse...

Quem ama desenha poemas, desenha vida, desenha amor!
E quem tem um dom como o teu desenha palavras que sentimos, que nos transportam para outro Universo!
Beijinho grande

Saramar disse...

Poeta, Poeta, a beleza desses versos só se compara à beleza do amor assim descrito.

Maravilhosos!

beijos

MARIA disse...

Que desenho magnifico!!
Pintado na mais linda tela, o amor..

Mas já agora quem era a folha? Ehehe

Beijo enorme

FF

Nilson Barcelli disse...

Não foste meiga a pedir, embora o tivesses pedido com meiguice...
Que sorte o desenho que te fizeram.
Bom fim-de-semana.
Beijos.

pensamentos_vagabundos disse...

adorei mesmo...
beijo vagabundo

Sol disse...

EU vim, porque chamaste por mim...
Falaste em mim...
Os meus raios em ti deixo,
A minha luz aqui fica

sol

Márcia(clarinha) disse...

Magia em palavras, doçura em sentimentos, desejo em letras, rimas em poema..
Você é maravilhosa e ainda nos trás meu ídolo maior, Paulo Leminski...
feliz dia flor
beijosssssssssss

Luna disse...

Que doçura de poema, que lindo, adorei
beijos

John Lemmos disse...

Desenhar!?
Tantos desenhos fiz eu na vida, muitos desenhos criei...
Mas sou teimoso e irei sempre desenhar...
**beijos**
Bom fim de semana
*outro beijo*

Vera disse...

Angela, perdoe entar em seu espaço, assim, mas não posso deixar de dizer que a admiro, aos seus poemas, às suas palavras, à sua alegria de viver!
Será que hoje esse desenho que vc quer do sol não será com as cores do arco-íris? Penso que sua paleta deve tentar descobrir...e sei e sinto que vc pintará, com suas palavras, o quadro mais bonito que alguem pintou!
SE nessas folhas virgens deixar entrar essse amor que as desfolhou, só para desenhar, acredite meu bem, que o amor ganhou...
bjs....bem, de mulher!

Fernanda disse...

Você, como sempre, fazendo mágica com as palavras...
Adoro seu cantinho e a forma como escreves. Acalma meu coração...
E amo Paulo Leminsk. Ótima escolha!!
Bjs e lindo fds!!

farinho disse...

Lindo, maravilhoso o seu poema, adoro a maneira sensual com que joga com as palavras. Obrigada pelo seu comentário no meu cantinho, é bom saber que não sou a única. Beijocas.

Rose disse...

Angela,
no dia do POETA te receber e ao seu comentário, é poesia, é palavra de alegria tal qual a beleza de seu poema. Parabéns pelo teu dia.
Vou te linkar lá.
grande abraço

Marco António disse...

O desenho projecta o Ser em cada traço por uma linha intemporal que perfura cada sentido por uma essência em sua abstracção, de desenho em forma de poesia, de poesia em traço de desenho.

Marco António