terça-feira, outubro 03, 2006

O roubo da lua


Pedi-te a lua.
E tu por amor disseste que a ias buscar.
Partiste num final de tarde pelo caminho dos sonhos em direcção ao ocaso do horizonte. Quando lá chegaste, já tinha caído o véu da noite e a lua redonda estava a acordar.
Com um silencioso cuidado, aproximaste-te devagar para ela de nada se aperceber e, vendo que ela estava distraída a conversar com as estrelas luminosas, a agarraste e embrulhaste no teu saco de magia para a esconder.
Mas as estrelas, agora furiosas por verem a sua rainha a ser roubada, uniram-se em astro cadente e, com a força de um trovão, despedaçaram o teu coração e transformaram-te em cinza prateada. De seguida, a lua libertaram e esta retomou majestosamente o seu lugar para de novo o céu sombrio iluminar.
Foi o luar que me contou o que tinha acontecido.
Por tanto sonhar, percebi que te tinha perdido.
Mas, apesar de não mais te poder tocar, vejo-te nos reflexos de prata que o luar pinta no mar. E esse brilho ninguém jamais mo poderá tirar.

7 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Lembrou-me os seresteiros apaixonados que cantavam a lua para sua amada.
Que linda imagem querida!!
Feliz noite flor
beijossssssssss

melinha disse...

k belas metaforas...um texto carregado de beleza!! adorei!
bjinhos

Saramar disse...

Tão lindamente romântico!
Gostei demais desse encanto meio noturno, lunar, desse "saco de magias".
Maravilhoso!

beijos

conselheiro disse...

Angela, lamentável prosa a tua, quando uma mulher escreve sobre a lua isso só pode significar que a prosadora se encontra menstruada. É evidente que essa tua forma triste e amargurada de escrever vai acabar por engravidar os teus admiradores, analfabetos militantes. Um dia vais acabar por ser pai e mae dos bastardos ignorantes que pululam pelo teu blog. Resumindo e concluindo, um dia vais acabar. Parabens.

Luís disse...

Muito bonito. Muito mesmo.

Vera disse...

Tão maravilhosamente romântico e encantador! Mais um daqueles em que não consigo dizer-te por palavras o que sinto a lê-lo!
Que orgulho tenho em ti minha amiga maravilhosa!
Beijo grande

Fernanda disse...

Fantasia ou realidade, fez-me lembrar de um certo alguém. No meu chão choveu estrelas e meu coração doeu...

Uma dúvida: seu livro sai quando? rs

Bjs e até!!