segunda-feira, outubro 23, 2006

A porta


Sou daquele que me transporta.
Sou daquele que me suporta.
Estou no coração que comporta
O desejo que aporta.
Para ele nada mais importa
Mesmo quando, deste mundo, a espera o deporta.
Hoje, o átomo do amor se teletransporta
Desta minha vontade que se exporta.
Do meu coração abri a porta!

20 comentários:

Delfim Peixoto disse...

E entra a brisa?
O Coração aberto deixa entrar essa lufada, que serenamente quer entrar!
E essa vontade que se exporta chega, também a uma porta escancarada, que também espera por esse átomo que se teletransporta
vjs doces no coração...devagarinho

Saramar disse...

Ah! querida, que beleza!
A disponibilidade para o amor que nos transporta aos sonho e à felicidade, é a própria vida.

beijos

João Filipe Ferreira disse...

olá
estou de volta:)
e obviamente teria que te visitar..nesta ausencia que tive senti saudades de te ler de me levar nas tuas palavras e emoções...
como escreves lindo e belo.. e espero que deixes a porta do coração aberta, não só para receberes sensações novas e boas como para deixares sair cá para fora vibrações lindas que se traduzem em maravilhosas poesias.
mais uma vez me encantei com o teu blog:)
um beijinho enorme:)

Márcia(clarinha) disse...

E nesse ir e vir o coração vai se fortalecendo, enchendo-se de vigor, para receptivo receber todo o amor.
linda semana flor
beijosssssssssssss

Plum disse...

as portas do coração abertas deixam entrar sentimentos mágicos!abraços!*

Claudia Perotti disse...

Que bonito, Angela!
Depois de um longo inverno linkei-te! Desculpe a demora, viu?

Boa semana para ti!

Beijinhossss

Vera disse...

Que bom ter o coração aberto ao amor e a todas as coisas boas que a vida nos proporciona!
E que bom coração que tu tens minha amiga querida!
A frase de Antoine de Saint-Exupéry é uma das minhas preferidas, porque é mais que verdadeira.
Um beijo enorme, cheio de orgulho!

cleopatra disse...

É a alma que chora
É o corpo que sobra
Quando o outro
... vai embora!
É o vazio que ali mora
Quando...
... já passa da hora...
Mas
Tudo volta
Quando de novo
Lhe abres a porta!

Obrigado pelas palavras carinhosas que me deixaste... fiquei emocionada.

Um beijo soprado

pensamentos_vagabundos disse...

amor...estranha palavra esta...
beijo vagabundo

Vera Vieira disse...

Olá Angela!
Adorei, simplesmente!
E ainda bem que abriu a porta...vale a pena, vai ver!
bjs com uma flor

Betty Branco Martins disse...

Querida Angela

Primeiro, quero agradecer as tuas palavras - de coração.

Que se abra a porta
deixa entrar
a doce brisa
supremo doce - de amar

Beijinhos

sol disse...

Lindo, o amor , e a porta aberta é um sinal que chega o meu calor e os meus raios, para aquecer o teu coração!
bjs solares

Fernanda disse...

Meu coração está escancarado. Antes, temia abrir suas portas. Hoje, vivo o que vier...
Adorei a música do seu blog. Quem canta??
Bjs e ótima semana!!

John Lemmos disse...

Lindo. Adorei.

**beijos**

Defensor, O Maldito disse...

Saudações!
Realmente você é uma poetisa e tanto. Parabéns mais uma vez. Continue escrevendo!
Só agora que vi o link. Agradeço. Farei o mesmo com o Esboço.
Abraços

o alquimista disse...

Gostei de saber minha amiga...gostei...!


Doce beijo

Arauto da Ria disse...

Angela,não tem que me agradecer nada, eu e todos que te visitamos é que temos que dizer obrigado, pelas lindas palavras que nos presenteia e com todos os sentimentos que carregam. Eu sinto-me tão bem vir aqui e beber e creia que saio mais rico.
É muito bom ver espelhados os nossos sentimentos em palavras que só depois lidas as sentimos como nossas.
Um bj

farinho disse...

Deixar as portas do coração abertas, é deixar entrar todo um mundo mágico de amor e fantasia. Lindo o seu poema, aliás como sempre. Beijocas.

A Cor do Mar disse...

Que poema lindo, adorei vir aqui conhecer o teu blog.
Agradeço a tua visita, e parece entao que somos vizinhas ... mas nao tenho o mar tão perto assim... ainda falta uns kmszitos :))
Beijocas*

Valeria disse...

Deixar a porta aberta do coração tem seus riscos porém pode-se experimentar sensações inigualáveis ! Vale o risco !
Lindo poema ... sensibilidade a flor da pele !
grande beijo .